Talareando – 2011

Talareando significa cantarolar, cantar baixo. Assim, Luciano Maia descreve sua maneira de cantar, suave, baixo, mas com a força do coração. Este é o primeiro trabalho que Luciano canta em todas as faixas, apresentando músicas  inéditas de sua autoria em parceria com grandes poetas,  inclusive  duas delas vencedoras de festivais, “Meu Chasque não tem Floreio” venceu a 17ª Estância da Canção Gaúcha de São Gabriel e “A distância é um Trote Largo” venceu o 2º Festival César Passarinho de Caxias do Sul.  E para realçar ainda mais o trabalho do artista, participações especiais de Luiz Carlos Borges na faixa “Causo de Tropa”, Rogério Melo recita na faixa “Jeito de Fronteira e André Oliveira recita na música “Meu Chasque não tem Floreio, que também é de sua autoria juntamente com Luciano. Talareando é um CD bem fundamentado, com bons instrumentistas, arranjos e melodias especialmente elaboradas e com letras que falam da visão do homem do campo e valoriza a diversidade de ritmos. Confira este CD, que mostra toda a versatilidade desse artista!

1-Pra te “fazê”uma visita-(chote)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)


2-Meu chasque não tem floreio-(chamarra)
 (Luciano Maia/André Oliveira)


3-O dia em que o luar se foi-(chamamé)
 (Luciano Maia/Hélvio Casalinho/Márcio Nunes Corrêa)


4-Talareando-(chamarrita)
(Luciano Maia/Zeca Alves)


5-Pra poncho que topa vento-(chamarra)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)


6-Causo de tropa-(milongão)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)


7-Jeito de fronteira-(vaneira)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)


8-Cruzando o agosto-(polca)
(Luciano Maia/Xirú Antunes)


9-A distancia é um trote largo-(milonga)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)


10-O homem das tropas-(chamarrita)
(Luciano Maia/Xirú Antunes)


11-Teu olhar foi um balaço-(rancheira)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)


12-Um dia de luz-(chamarrita)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)

Parceiros:

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon

© 2017 por Maurício Lopes. Todos os direitos reservados